De vez em quando, sinto um desânimo sem nenhuma razão aparente. Nestes dias tenho uma vontade enlouquecida de comprar alguma coisa bem cara mesmo e desistir totalmente de meu plano de investimentos.

Por que isto ocorre?

Porque ter um plano com metas, no caso um plano de alcançar a independência financeira em 180 meses, é algo importante mas também tem um certo peso, já que não deixa de ser um contrato com outra pessoa, no caso eu mesma, mas no futuro. E este tipo de compromisso acaba sendo um pouco opressivo e se você ás vezes está triste ou vulnerável tende a querer fazer algo que te dê prazer imediato e não, talvez um conforto no futuro.

Já senti vontade de jogar tudo para o alto várias vezes. Já me senti tentada a entrar em vários financiamentos caros e longínquos como comprar um mega-carro ou um super apartamento, já quis torrar minhas economias numa tarde de compras no shopping. E isto não faz muito tempo. No entanto, nestes 20 meses de vigência de meu plano de investimentos, ele continua existindo e se desenvolvendo.

Como resisto às tentações?

Tento fazer como Ulisses que pediu para o amarrarem no mastro de seu barco para não ceder ao sedutor canto das sereias.

Em primeiro lugar meu dinheiro não está em ativos líquidos, ou seja, não é fácil nem rápido acessá-lo para sair gastando. Teria que mandar uma ordem de venda para a corretora e esperar 4 dias até que ele estivesse em minha conta corrente, já que nem no mesmo banco está depositado. O dinheiro para as despesas diárias está à disposição, porém muito bem contado e separado. Se resolver gastá-lo, vai faltar para o supermercado ou para a conta de luz. 

Além disso, quando me dá uma vontade incrível de fazer compras no shopping, eu vou até ele, circulo pelas lojas e ligo o meu mega detector de qualidade, experimento roupas e sapatos e faço sempre duas perguntas básicas:

Ficou realmente bem em mim?

O produto é de qualidade?

Raramente um produto passa por essas questões e quando passa eu normalmente saio da loja e dou uma volta para refletir sobre o custo-benefício de adquirir a tal peça.

A última vez em que isto aconteceu, há uns dez dias mais ou menos, não consegui comprar nada. Experimentei algumas coisas que ficaram horríveis e saí orgulhosa por não ter cedido à tristeza. Te dá uma sensação de poder, de ter controle sobre sua vida e seu dinheiro. E de ter finalmente conseguido vencer o canto das sereias.

About these ads