You are currently browsing the tag archive for the ‘suprimentos’ tag.

2. Cursos e Palestras:

Além dos livros outro fator importante para o desenho de um plano de riqueza são os cursos e palestras e de preferência os presenciais. Claro que os cursos on-line são importantes , mas ao vivo você interage com as pessoas, tira dúvidas e troca experiências o que acaba valorizando muito a experiência.

Os mais importantes para mim foram:

a) INI- Instituto Nacional do Investidor

 www.ini.org.br

Este instituto desenvolve várias ações para a difusão da cultura do investimento em ações em uma estratégia de longo prazo, ou seja, comprar ações após estudar bem a empresa e ficar com as ações por bastante tempo com o objetivo de ganharem valor em pelo menos 20% ao ano. São ministrados vários cursos e disponibilizado um software com informações sobre todas as empresas listadas em bolsa. É preciso tornar-se sócio para obter o software e a anuidade é de R$ 75,00. Os cursos e palestra também são pagas, em torno de R$ 250,00 cada.

 

b) BMF Bovespa

 http://www.bmfbovespa.com.br/pt-br/educacional/cursos/cursos.aspx?idioma=pt-br

Na própria bolsa existem cursos muito bons sobre controle do orçamento doméstico,  finanças pessoais e introdução ao mercado de ações. São bem introdutórios e acessíveis e o mais legal é você conhecer o prédio da bolsa e visualizar aonde era o pregão e o ambiente de negócios. Os cursos são gratuitos.

c) Espaço Dela

www.espacodela.com.br

A corretora Gradual desenvolveu este espaço para educação financeira voltada para mulheres. É uma iniciativa séria e muito competente. Proporciona um blog muito interessante com temas variados, adoro a seção de finanças comportamentais ( seu dinheiro no divã) e palestras gratuitas que, por serem voltadas para o público feminino, tem um ambiente agradável e mais descontraído. Gosto muito das palestras da Cláudia Kodja sobre trabalho e empreendedorismo feminino. Fiz grandes amigas neste espaço e com elas pretendo mais para frente criar um clube de investimentos.

 

 

Na minha longa jornada das dívidas aos investimentos algumas coisas foram muito importantes:

1.Livros:

 

O primeiro, já citado em outro post, foi o que deu início a tudo, um livro bem básico e simples que me ajudou a descobrir que os juros não são só uma arma do mal, podem ser muito do bem, se utilizados em seu favor.

                                

 O segundo Saia do Vermelho  de Mário Juan Leal e Fernando Martins foi super importante para mim por me trazer a planilha que eu uso até hoje para controle de minhas despesas. Neste link é possível baixar a planilha:  www.qualitymark.com.br/product.aspx?product_i…

Além disso traz o método das 3 balanças para pagar as dívidas e controlar o orçamento de uma maneira bem simples e prática.

O terceiro livro Dinheiro: os segredos de quem tem do Gustavo Cerbasi foi bem marcante porque me trouxe o conceito de plano de riqueza, ou seja, a idéia de independência financeira.

São 3 livros super básicos para começo de caminhada mesmo.

 

Finalmente depois de um certo tempo descobri um jeito de comprar o MS Money 99.

Para quem não sabe o Ms Money é um antigo software de gerenciamento de finanças pessoais que a Microsoft criou no fim da década de 90. Em português só saiu 2 versões, em 1998 e em 1999. E nunca mais. Foram lançadas várias versões em inglês depois disso mas em português, neca. Além disso, se você tentar contactar a Microsoft com o intuito de comprar o velho software,  eles te respondem que o produto foi descontinuado. Ou seja, difícil, muito difìcil.

Mas uma mulher brasileira não desiste nunca.

Descobri um cara em Minas que vende o software pelo TodaOferta, espécie de mercado livre do uol. Depois de um breve contato por e-mail, fiz um depósito em confiança na conta dele e ele me mandou por e-mail um link e por este link consegui instalá-lo no meu netbook. O que foi ótimo, pois meu pequeno ordinateur não possui drive de cd. Como o meu sistema operacional é o XP não tive maiores problemas. Mas se fosse o Vista ou o 7 teria que seguir um caminho meio complicado para instalá-lo.

Estou me divertindo muito com ele. É meio complexo de mexer, até comprei um livro para me ajudar, Finanças Pessoais com o Microsoft Money de Marcos Aurélio Pimentel Vieira, que dá uma boa introdução ao programa. O legal do money, e que normalmente as planilhas simples não fazem, é que ele monta gráficos, relatórios e você pode simular transações e prever a evolução de saldos e investimentos.

Muito legal,  embora um tantinho complicado, recomendo.